• Confraria Da Folia

Confraria de uma folia imortal

Nosso convidado especial, o jornalista carioca e temista Fábio Fabato, relata como foi sua experiência no carnaval 2020 de Porto Alegre. Fotos: Kellory Moraes/Confraria da Folia


Desembarquei em Porto Alegre numa sexta, trançando as pernocas, em razão da madrugada anterior de bebedeira estrelas adentro. Cheguei ao Sul já nas franjas da pandemia do Corona Vírus, que atingiria em cheio nossa terra miscigenada dias adiante. Estava perto. Estava na rota. Mas os deuses do carnaval são sábios. Deixaram a folia passar. Como escola autorizada a entrar na Avenida, sob fogos. Antes da crise que nos levou à quarentena, houve festa à moda Gaúcha. Bah, mas com samba. Já ouvira histórias muitas sobre as escolas de samba da capital do Rio Grande do Sul. Dos casais que tomam cafés românticos na cama, mas que trazem na rotina aquele famoso conflito imortalizado por Carlos Medina:


“Ele é bamba, ele é bamba

E ela é imperador...”


Passista dos Imperadores do Samba. Foto: Kellory Moraes

Vale – no duro – a paixão que desponta na esteira da primeira marcação ouvida. E com a rivalidade natural de uma disputa (apenas uma agremiação levanta o caneco). Fui convidado por alguns loucos maravilhosos – e apaixonados – pelo samba rio-grandense para comentar o desfile da capital. Primeira vez. O portal “Confraria da Folia” tem este nome maravilhoso de bar aberto para todo o sempre, algo que não mais nos permitem em tempos de confinamento.


Todo mundo que tem o seu peito regido pela cadência e percussão gostaria de viver num país chamado... Confraria da Folia! Dá enredo, mantra, furdunço. Portanto, de cara, reverencio a devoção com que versam sobre o fundamento – da gramática do batuque aos registros impressos, passando pela memória oral – das escolas de samba e tribos de Porto Alegre. Diferentemente do Rio de janeiro, POA valoriza de modo impactante – por exemplo – a figura dxs temistas – sujeitxs que concedem a linha, digamos... “Editorial” de um auto.

Pedro Linhares, temista de Bambas da Orgia. Foto: Kellory Moraes

Ou seja, a concepção teórica do enredo ganha amplo destaque num sentido de... Mensagem Coletiva (em caixa alta mesmo). O que você – artista – quer deixar no ar (como frasco aberto) quando este organismo de milhares terminar de passar? Há esta preocupação, a priori. E nada mais delicioso do que estar ao lado de dois temistas campeões e premiados, como Édy Dutra e Pedro Linhares, que me apresentaram as nuances daquela ópera com ritos e significados especiais.

Estranhas são as prefeituras – como as do Rio de Janeiro e de... Porto Alegre (!) – que não apoiam – DE VERDADE – um auto único como o campeonato de carnaval. O festejo gaúcho poderia ser ainda melhor se o poder público tivesse consciência da joia a ser lapidada no Porto Seco. Ora, este é um complexo único e até inacreditável (barracões do ladinho da avenida, sem grandes trabalhos para manobras de alegoria), mas com infraestrutura que, nem de longe, reflete a aura de um grandioso espetáculo a céu aberto. Nitidamente, falta cuidado governamental com saberes, identidade e tradições. Nitidamente, sobra o preconceito. Contra a cultura popular. Eco das velhas Capitanias...


Carlinhos de Jesus, destaque no desfile da Imperatriz Dona Leopoldina. Foto: Kellory Moraes

A experiência ao lado da Confraria de Folia, com figuras especialíssimas como Leandro, Kizzy, Eduardo, Mamau, Krlinhos, Fabielly e tantas e tantos mais... – mostrou amor de modo genuíno. Todos precisam – sim – dos grêmios de samba, mas pelo motivo único do preenchimento de almas. Afeto mesmo. Que leva pessoas a carregarem no muque o carro emperrado da Imperatriz, que faz a unanimidade inteligente a se curvar para a passagem de Olívio Dutra, que proporciona o abraço chorão de Imperadores em Bambas, durante a leitura de notas.

Deixo cá minhas saudades de todos, como pregava – já sem o polar frio da madruga - o samba campeão da turma da Orgia (raios de sol por moldura, na cabeceira da passarela da ilusão).

Enquanto houver uma criança e a Confraria...


A folia será imortal.

Selo com um beijo, nada mais.

Fábio Fabato.

UM SITE DESENVOLVIDO PELA EQUIPE CONFRARIA DA FOLIA 

Receba nossas atualizações via e-mail

© 2023 POR ESPECIALISTA SOCIAL. ORGULHOSAMENTE CRIADO COM WIX.COM

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now