• Confraria Da Folia

Projeto Baluartes do Samba homenageia ícones do carnaval gaúcho

Episódios que contam a história de mais de 20 sambistas foram gravados durante a pandemia.


Um dos projetos mais aguardados pelos carnavalescos está no ar. Da Borges ao Porto Seco - a incrível história dos baluartes do samba em ano de pandemia conta a história de 24 sambistas marcantes do carnaval de Porto Alegre e suas experiências. A idealização e realização do projeto é da produtora Carla Joner. Gravado durante três meses, no Complexo Cultural do Porto Seco e em alguns endereços da capital gaúcha, a websérie promoveu aulas-espetáculos e captou depoimentos de figuras históricas do carnaval gaúcho. O resultado do documentário está sendo disponibilizado gradativamente no Youtube da Joner Produções (CLIQUE AQUI).


Para Carla, “a ideia do projeto surgiu num momento em que o carnaval foi silenciado e passou a impactar dramaticamente o setor com o cancelamento de diversas atividades. São processos culturais que definem a vida de pessoas, para além dos três dias de desfiles, pois traz na cadeia produtiva o sustento de serralheiros, costureiras, músicos, cenotécnicos, eletricistas, profissionais da dança, coreógrafos, cenógrafos, iluminadores e tantos outros. Acredito que a iniciativase torna ainda mais efetiva e importante por dar voz aos mestres carnavalescos e oferecer um registro permanente de valorização destes destacados artistas populares”, completa.


QUEM SÃO OS BALUARTES:


1. Braulio Pires Pontes - Evolução

2. Carlos Viana - Harmonia

3. Claudio Barulho - Intérprete

4. Dirceu Raimundo Mota Brum (Mano Brum) - Fantasia

5. Elbdes Luiz Meirelles Rodrigues (Turco) - Barracão

6. Eunice da Silva Mariano ( Nice) - Costureira de Ala

7. Gilberto Luiz dos Santos ( Pantera) - Ritmista/Percussão

8. Guaraci Pedroso Feijó - Carnavalesco

9. Heleninha Fernandes - Musa, Rainha e Madrinha de Bateria

10. Henrique Baltazar da Silva Maraguaia - Ritmista Cordas

11. Janaina Maia - Ala de Passistas

12. Joaquim Pereira de Lucena Neto - Compositor

13. Jorge Glenio Souza Lopes ( Gudi) - Passista

14. Jorge dos Santos Nascimento (Zoca) - Mestre-Sala

15. Mario Terra - Comissão de Frente

16. Milton da Rosa (Biskuim) - Mestre de Bateria

17. Neuza Cabral Moraes - Ala das Baianas

18. Noé Oliveira da Silva - Porta-Estandarte

19. Onira Pereira - Porta- Estandarte

20. Rosalina da Conceição - Porta-Estandarte

21. Sayonara Ferreira - Passista

22. Silvio Oliveira - Tema-Enredo

23. Tania Regina Freitas - Porta-Bandeira

24. Valdir de Souza Ribeiro - Tribos Carnavalescas


Da Borges ao Porto Seco - a incrível história dos baluartes do samba em ano de pandemia é um projeto contemplado na Lei Aldir Blanc em 2020, SEDAC nº 09/2020 - Edital de Concurso Produções Culturais e Artísticas, pela proponente JONER Produções em parceria com Estação Filmes. Trata-se de uma iniciativa que visa distribuição de renda para os profissionais da área cultural, altamente impactada pelo cancelamento de atividades durante a pandemia de covid-19. Desenvolvido por aproximadamente 60 profissionais, desde os baluartes, até representantes das entidades carnavalescas, equipes de vídeo, produção, cenografia, sonorização, iluminação, administração, entre outros, todos os envolvidos, direta ou indiretamente, foram remunerados.


FICHA TÉCNICA:


Direção Geral e Roteiro: Carla Joner

Curadoria Baluartes: Maria Antonia Brasil e Valdinei Nascimento

Prod. Executivo, Audiovisual e Roteiro: Rene Goya Filho

Direção de Produção: Mariangela Sedrez

Edição: Gustavo Eder e Tainara Schmits

Narração: Loma Solaris

Imagens: acervo MuseCom

Design: Katia Ozorio

Comunicação e redes sociais: @anacdecarolina

Realização: @jonerproducoes

Apoio: @estacaofilmes

Financiamento: Secretaria de Estado da Cultura do RS, Secretaria Especial da Cultura e Ministério do Turismo do Governo Federal com recursos da Lei n. 14.017/2020 Aldir Blanc, no Edital Sedac n. 09/2020 Produções Culturais e Artísticas.