• Confraria Da Folia

Tutufun, agora é sério!

Intérprete de Bambas da Orgia, Sandro Ferraz fala do seu retorno aos microfones do carnaval de Porto Alegre.


Ele é um dos nomes mais notórios da folia da capital. Sandro Ferraz carrega em sua carreira a marca histórica de ser campeão com as três escolas de maior torcida do carnaval de Porto Alegre: Imperadores do Samba, Estado Maior da Restinga e Bambas da Orgia. Foi ainda campeão com o Império da Zona Norte, em 2008, e teve passagens marcantes por diversas outras escolas, como na Imperatriz, onde cantou o antológico samba do relógio, em 1997.


Fotos: Acervo Sandro Ferraz


Após alguns anos afastados dos microfones em Porto Alegre, ele retornou para o carnaval 2020 e manteve a sina dos últimos tempos: de estrear campeão. Hoje, dia em que Bambas comemora seus oitenta carnavais, o Confraria da Folia conversou com ele que embalou a escola num desfile marcante, tanto para a nação azul e branco quanto para o próprio intérprete.


CONFRARIA DA FOLIA: No início da tua carreira no carnaval, tu foi da Harmonia Geral dos Bambas, na época chamada de Coordenação. Como foi voltar anos depois na função de intérprete?


SANDRO FERRAZ: Eu também cantei nos Bambas no início dos anos 90 com Porto Alex. Voltar a escola depois de tanto tempo como cantor principal, era algo que eu não mais imaginava. Sou muito grato por poder viver tudo isso.

Sandro e Jajá, ex-intérprete de Bambas da Orgia. Foto: Acervo Sandro Ferraz

CONFRARIA DA FOLIA: Seu último carnaval na avenida em Porto Alegre havia sido em 2016, na Vila do IAPI. O que representa esse retorno em 2020, com o campeonato, na tua trajetória?


SANDRO FERRAZ: Representa muito em minha carreira. Para muitos eu não tinha mais o devido valor e principalmente minha condição não era mais a mesma. Minha apresentação na Avenida coroada com um campeonato foi uma boa resposta para os descrentes.


CONFRARIA DA FOLIA: Já tinha essa pretensão de cantar nas três escolas de maior torcida do nosso carnaval?


SANDRO FERRAZ: Desde o início eu queria cantar aonde minha voz pudesse chegar e vencer. Graças a muito trabalho consegui realizar o meu sonho de menino.

CONFRARIA DA FOLIA: Sente o peso de ser uma referência não só entre os intérpretes mas dentro do carnaval como um todo?

SANDRO FERRAZ: Sou muito tranquilo com relação a isso. Desde muito cedo sempre soube da minha importância dentro do contexto carnavalesco. Por isso não sinto esse peso de ter me tornado referência dentro da nossa festa. CONFRARIA DA FOLIA: Como foi o sentimento de ser campeão do carnaval em tempos de dificuldade extrema para cultura popular?

SANDRO FERRAZ: Meu sentimento foi de dever cumprido não só com os Bambas mas com o carnaval de Porto Alegre. Nesse momento de dificuldade, penso que quem puder ajudar de alguma forma deve fazer isso e não ficar criticando nas redes sociais. O carnaval precisa de ações e não de críticas.

CONFRARIA DA FOLIA: Um recado para essa escola que hoje completa 80 anos de história.

SANDRO FERRAZ: Parabéns nação azul e branco por seus 80 anos de história, muita luta, amor e competência.



UM SITE DESENVOLVIDO PELA EQUIPE CONFRARIA DA FOLIA 

Receba nossas atualizações via e-mail

© 2023 POR ESPECIALISTA SOCIAL. ORGULHOSAMENTE CRIADO COM WIX.COM

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now