• Confraria Da Folia

Vila do IAPI canta raiz do batuque no RS

Fantasias e alegorias são destaques no desfile.


Após o resultado infeliz no último carnaval (em 2020, a Vila foi última colocada na Série Ouro, mas não foi rebaixada), a Vila do IAPI entrou na passarela disposta a virar a página. E com o enredo "Na Locomotiva da Cultura Popular, fiz Porto Alegre minha morada. O Príncipe Negro de Ajudá é Força, Raiz e Fé – IAPI, Batuque, Axé!" a escola fez um desfile vigoroso na passarela.


Carol Reis estreou com o primeiro estandarte da Vila do IAPI. Foto: Leandro Amarante / Confraria da Folia

A tricolor da zona norte trouxe um bonito conjunto de fantasias, bem acabadas e coloridas, mostrando as passagens da história de Príncipe Custódio, homenageado do enredo. Os carros também apresentaram ótima solução plástica e grandiosidade.


A evolução da escola ocorreu sem problemas, num ritmo muito bem controlado pela Harmonia Geral. Diferente do que já se é esperado da Vila do IAPI, o canto da escola pouco aconteceu ao longo do desfile, o que pode custar pontos preciosos na apuração.